sábado, 20 de maio de 2017

Cachorro Grande lançará seu primeiro álbum ao vivo


O Cachorro Grande anunciou que gravará o primeiro disco ao vivo de sua carreira. Com mais de vinte anos de estrada, a banda gaúcha realizará dois shows no Centro Cultural Rio Verde, na Vila Madalena, em São Paulo, nos dias 23 e 24 de junho, datas em que o álbum será registrado.

A apresentação contará com a presença de convidados especiais (ainda não divulgados). Também não foi informado se o show contará com um setlist diferente que o habitual, mas é provável que, por ser o primeiro ao vivo da carreira do quinteto, uma passada por todos os discos do grupo aconteça.

Veja Ann Wilson cantar em homenagem a Cris Cornell


A cantora do Heart homenageou Cornell, falecido anteontem, cantando a canção "Black Hole Sun", sucesso do Soundgarden, no programa  Jimmy Kimmel Live.

Álbuns lançados em 20 de maio


David Bowie - "Changesonebowie", 1976.
COMPRE AQUI em CD, LP, K7 ou MP3

KISS - "Unmasked", 1980.

Lynyrd Skynyrd - "Vicious Cycle", 2003.

Whitesnake - "Live At Donington 1990", 2011.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Morreu Kid Vinil


O músico, radialista, jornalista, escritor e colecionador Kid Vinil faleceu na tarde desta sexta-feira, 19/05. Kid sofreu um ataque cardíaco há mais de um mês após um show de sua banda, o Magazine, na cidade mineira de Conselheiro Lafaiete. O músico foi transferido para um hospital em São Paulo e permanecia em coma desde então.

Um dos maiores colecionadores de discos e pesquisador de música do Brasil, Kid, cujo nome verdadeiro é Antônio Carlos Senefonte, foi vocalista das bandas Verminose, Magazine, Kid Vinil e Os Heróis do Brasil e Kid Vinil Xperience. Em 2008 publicou o livro Almanaque do Rock, um guia sobre a história do gênero musical que tanto amava. Kid também tinha um programa na rádio 89 FM, em São Paulo, e seus textos sobre música foram publicados em diversas revistas de todo o Brasil.

Uma dica para quem quiser saber mais sobre a sua trajetória é a leitura do livro Kid Vinil: Um Herói do Brasil, escrito por Ricardo Gozzi e Duca Belintani e publicado pela Edições Ideal.

Entrevistei Kid Vinil duas vezes aqui na Collectors Room: a primeira em 2006, quando ainda éramos apenas uma coluna do Whiplash, e a segunda em 2009, em matéria que foi publicada também na revista poeira Zine.

Estamos tristes e desejamos força para a família e amigos do já saudoso Kid Vinil.

David Coverdale: muito triste por Jimmy Page não conseguir reunir o Led Zeppelin


O outrora frontman do Deep Purple, e eterno do Whitesnake, David Coverdale falou sobre o esforço em vão de Jimmy Page reunir o Led Zeppelin.

"...A coisa que mais me deixa triste é ver que meu querido amigo Jimmy Page talvez tenha se empenhado tanto na campanha do relançamento do álbum do Zeppelin porque ele não pode conseguir que os caras se comprometam a fazer um novo disco ou fazer turnês. Zeppelin é o bebê dele assim como o Whitesnake é o meu, mas eu estou na ativa e fico feliz em dizer que ainda vivemos uma fase boa na banda. Ainda fazemos turnês e ainda estamos criando álbuns novos. Os dois últimos anos foram os mais bem sucedidos que tivemos. Ano que vem, se Deus quiser, será também um bom ano pra nós, porque já estamos em estúdio compondo nosso próximo álbum e teremos notícias para 2018..."
...Eu disse ao Jimmy que, enquanto ele não tem uma oportunidade de fazer isso acontecer, que ele faça seu trabalho por sí. Tenho aconselhado ele há anos a fazer o que o Carlos Santana fez com 'Supernatural' (sendo esse álbum o responsável por reviver a carreira solo de Santana e contar com participações especiais, levando o disco a receber vários prêmios). Jimmy tem todo esse potencial, tem grandes músicas. Eu estou aqui para ajudar ele a fazer algumas músicas, pelo menos ele estaria de volta a ativa. Isso quebra meu coração, porque ele é um músico valioso, com toda a contribuição que ele já deu ao mundo com tudo que ele já fez musicalmente ele nem nos deve nada, mas eu sei que ele ainda tem muito a oferecer, ele é um cara incrível! Pergunto sempre 'oque você quer fazer depois da porra do Zeppelin cara? Aonde você deseja chegar?'".

Há dois anos entrava no ar a página Confraria Floydstock no Facebook


Nosso agradecimento!

Há dois anos entrava no ar a página Confraria Floydstock!

Dentre os veículos desta confraria, se incluem além desta página, também os mais recentes, Twitter - @CFloydstock e o blog blogconfrariafloydstock.blogspot.com.br .

A página Confraria Floydstock completa hoje seu segundo aniversário, sendo o mais antigo destes.

Ela nasceu com o propósito de propagar para o mundo o grande prazer contido dentro do universo do que consideramos indispensável a nossa vida: a boa´e velha música, alimento constante aos ouvidos e para a alma.

Acreditamos que sem música o mundo seria um Whisky sem malte, uma cerveja sem álcool, uma pipoca sem sal, ou seja insípido.

Por isso já passaram e passam por aqui imagens, playlists, vídeos, clipes, resenhas, dicas, opiniões, recomendações, notícias e tudo o mais que faz parte da grande seara musical mundial, e, como percebe o seguidor, sobretudo o bom e velho rock and roll, veia mor de nós confrades, mas não somente ele, estando nós sempre procurando promover toda e qualquer estilo, artista, disco e canção onde ali ouvirmos um acorde ou nota sequer que faça jus à divulgação.

Em seu primeiro ano a página Confraria Floydstock já conseguira se alavacar e obter uma identidade e estilo próprio.

Atrávés de diversas tentativas e erros fomos avançando e contando com o mais importante: o feedback do leitor que nos dava o norte a seguir e até mesmo nos recomendava para outros leitores.

Veio o segundo ano e já com uma certa experiência e ideia maior do que nosso leitor aprecia, sequenciamos no crescimento, irrompendo para além dos 5000 likes e subindo, estando provavelmente entre as 50 páginas mais seguidas aqui no nosso estado e certamente dentre as 10 ou 20 dentro do segmento musical e de notícias.

Por isso, em nome de todos os confrades que fizeram e/ou fazem parte do grupo do whatsapp de onde toda essa brincadeira começou um mês antes desta página inaugurar, quero agradecer imensamente a todos por ajudarem a perpetuar este canal de comunicação que visa simplesmente enaltecer a música proeminente, pois hoje a Confraria não é mais composta de 15 ou 20 membros e sim por quase 5700 amantes da boa música.

E como sempre, críticas, sugestões, elogios e todo e qualquer feedback continuam a ser bem-vindos.

André Floyd - Presidente da Confraria Floydstock.

Leia a tocante declaração da esposa de Chris Cornell


Vicky Cornell, agora a viúva de Chris, despejou todo seu sentimento de dor, perda, inconformismo e garatidão aos fãs.

"A morte de Chris é uma perda que escapa às palavras e criou um vazio em meu coração que nunca será preenchido. Como todos que o conheciam comentavam, Chris era pai e marido devotado. Ele era meu melhor amigo. Seu mundo girava em torno da família em primeiro lugar, e, claro, sua música a seguir. Ele pegou um vôo para casa no Dia das Mães para passar um tempo com a gente. Ele voou de volta pra Detroit no dia do show, depois de passar um tempo com as crianças. Quando conversamos antes do show, traçamos planos para umas férias no Memorial Day e outras coisas que queríamos fazer.
Quando falamos após o show, reparei que ele estava com a fala arrastada. Ele estava diferente. Foi quando ele falou que poderia ter tomado um ou dois Ativan (remédio para controlar a ansiedade) a mais. Conversei então com o segurança e pedi para ficar de olho nele. O que aconteceu é inexplicável e estou com esperança de que os relatórios médicos adicionais forneçam mais detalhes. Eu sei que ele amava nossos filhos e que não iria machucá-los intencionalmente tirando a própria vida.
As demonstrações de amor e de apoio dos fãs, amigos e familiares significam muito para nós, mais do que qualquer pessoa poderia entender. Obrigado por isso, e por compreender o quanto é difícil para a nossa família passar por essa situação”.

Álbuns lançados em 19 de maio


Uriah Heep - "Demons And Wizards", 1972.
COMPRE AQUI em CD, LP, ou K7

Dire Straits - "Sultains Of Swing" (single), 1978.

Ramones - "Animal Boy", 1986.

Peter Gabriel - "So", 1986.
COMPRE AQUI em CD ou LP

Livro mostra época áurea do Van Halen


O manager do Van Halen entre 1978 e 1985, Noel Monk, é o autor do livro "Runnin´ with the Devil: A Backstage Pass to the Wild Times, Loud Rock, and the Down and Dirty Truth Behind the Making of Van Halen".

O livro traz histórias de bastidores e explora toda a mitologia que envolve o primeiro período da carreira do Van Halen, repleta de festas, sexo, drogas e tudo mais que se possa imaginar. Como o texto foi escrito por alguém que estava muito próximo da banda na época, a obra promete revelar fatos ainda desconhecidos dos fãs.

COMPRE AQUI

Roger Waters libera mais uma música de seu álbum novo


"The Last Refugee" integra o vindouro e aguardadíssimo álbum "Is This the Life We Really Want?" que chegará no dia 2 de junho próximo.

Abaixo o videoclipe:


Tracklist:

1. When We Were Young

2. Déjà Vu

3. The Last Refugee

4. Picture That

5. Broken Bones

6. Is This the Life We Really Want?

7. Bird In A Gale

8. The Most Beautiful Girl

9. Smell the Roses

10. Wait for Her

11. Oceans Apart

12. Part of Me Died



Família de Chris Cornell refuta tese de suicídio


Diversos sites da imprensa internacional dão conta de que Chris Cornell, encontrado morto na noite da última quarta-feira (17), pode ter cometido suicídio. A causa da morte do vocalista do Soundgarden e ex-Audioslave não foi divulgada oficialmente até o momento.

O site do jornal "The Mirror" aponta que Chris Cornell foi encontrado morto em um banheiro de hotel, após ter, supostamente, "tirado a própria vida". Ele estava em Detroit, onde se apresentou, na noite de quarta-feira (17).

Segundo a emissora local 4 WDIV Detroit, Chris Cornell retornou, após o fim do show, ao hotel onde a banda estava hospedada. No local, também estava integrantes da banda The Pretty Reckless, que haviam se apresentado como atração de abertura.

A esposa de Chris, Vicky, ligou para um amigo da família e pediu para ver se o cantor estava tudo bem. Entretanto, o homem precisou forçar a abertura da porta para entrar no quarto. Ele encontrou o vocalista do Soundgarden, já sem vida, no banheiro. Devido às circunstâncias, trabalha-se com a hipótese de suicídio.

Ao "Mirror", a polícia de Detroit não confirmou, nem negou que a causa da morte seja suicídio. Chris Cornell deixa a esposa, Vicky, e três filhos: Toni, de 12, e Christopher, de 11, além de Lillian Jean, de 16, fruto de seu antigo casamento com Susan Silver.

quinta-feira, 18 de maio de 2017

Veja a emocionante homenagem do Megadeth a Chris Cornell


"Chris Cornell do Soundgarden morreu hoje, fiquei muito, muito triste quando soube. Ele era um grande amigo, amigo de todos nós da banda. Hoje perdemos uma das mais belas vozes do rock. Não sei o que mais posso dizer a não ser dedicar a próxima música para vocês, nossos amigos em Tóquio, pois estamos aqui e amamos vocês e vamos celebrar a vida de Chris. Eu não canto como ele, nunca poderia cantar como ele, mas vou cantar uma música dele, cantem comigo se souberem a letra. Se não souberem, apenas façam barulho. Te amo Chris, nos veremos um dia no paraíso."

Essas foram as palavras emocionadas do frontman Dave Mustaine durante o show do Megadeth em Tóquio, sobre a morte de Chris Cornell, antes de sua banda executar a canção “Outshined”, do Soundgarden.

Agora é oficial: Causa da Morte de Chris Cornell foi suicídio por enforcamento


A confirmação é do legista do Condado de Wayne, para onde o corpo do vocalista do Soundgarden e do Audioslave foi enviado: Chris Cornell cometeu suicídio.

A causa da morte foi suicídio por enforcamento, cometido no quarto do MGM Grand Casino Hotel em Detroit, onde o músico estava hospedado após realizar um show na cidade norte-americana poucas horas antes.

O resultado completo da autópsia, com a análise do exame toxicológico, ainda não foi concluído.

Álbuns lançados em 18 de maio


David Bowie - "Lodger", 1979.
COMPRE AQUI em CD, LP, K7 ou MP3

Saxon - "Forever Free", 1992.

KISS - "Alive III", 1993.

Lenny Kravitz - "Baptism", 2004.

Morte de Chris Cornell teria sido suicídio?


Ao menos essa é a forte hipótese com que trabalha a polícia de Detroit.

Seguem as palavras do policial local:

“À meia-noite recebemos uma chamada do 911 do MGM Grand Casino Hotel. Parece que um amigo da família estava procurando Cornell a pedido de sua esposa. Ele foi ao hotel e descobriu que ele estava no chão do banheiro e não respondia. A polícia chegou ao local e ele foi declarado morto. Atualmente, nossa investigação está inclinada para a possibilidade de suicídio, mas precisamos aguardar o relatório médico para determinar a causa da morte. Neste momento não podemos liberar muita informação sobre o que observamos no quarto de hotel de Chris Cornell ou o que nos levou a essa conclusão”.

Corroborando com tal possibilidade, adicione-se o fato de o vocalista fora encontrado com uma faixa no pescoço, sugerindo um possível estrangulamento.

Coincidência ou não, a última canção entoada por Cornell em seu último show ontem foi "Slaves & bulldozers", com o refrão de "In my time of dying", do Led Zeppelin, que diz:

"Na hora do meu fim, não quero ninguém de luto. Só o que eu quero que você faça é levar meu corpo para casa. Bem, bem, bem, então eu posso morrer sossegado".

Em breve maiores informações...

Their Mortal Remains: David Gilmour marca presença na exposição floydiana


A foto acima fora registrada por Polly Samson, esposa de David Gilmour.

O guitarrista foi esteve no Victoria And Albert Museum em Londres, onde acontece até primeiro de outubro próximo a "The Pink Floyd Exhibition: Their Mortal Remains".


Chris Cornell: descanse em paz, eterno "Black Hole Sun"

Lamentando profundamente a morte da maior voz do grounge noventista, Chris Cornell, deixo aqui minha homenagem através do vídeo que mostra o eterno frontman do Soundgarden e Audioslave cantando a clássica canção "Black Hole Sun" em seu último concerto em Detroit, ontem à noite, horas antes de falecer.


Morreu Chris Cornell


Chris Cornell, vocalista das bandas Audioslave e Soundgarden, faleceu, aos 52 anos, na noite desta quarta-feira em Detroit. Horas antes, ele havia se apresentado na cidade com o Soundgarden no Fox Theater.

Para a The Associated Press, o representante do músico, Brian Bumbery, afirmou que a morte foi "repentina e inesperada".

A família do vocalista está averiguando junto aos médicos a causa da morte e pediu que sua privacidade seja respeitada.

Mais detalhes devem ser divulgados em breve.

Fonte: Whiplash

quarta-feira, 17 de maio de 2017

As 50 músicas do Verão do Amor


A Revista Uncut elencou as cinquenta canções que definiram o Summer of Love, movimento iniciado na segunda metade dos anos 60 e que principalmente tomou força a partir de 1967 através da contracultura, em que artistas, intelectuais e políticos se insurgiram pacífica e artisticamente contra a Guerra do Vietnã.

Segundo à revista, as 50 músicas mais emblemáticas do movimento foram:

1. The Seeds – Can’t Seem To Make You Mine
2. Donovan – Sunshine Superman
3. The Mamas And The Papas – Strange Young Girls
4. Sonny & Cher – Little Man
5. The Electric Prunes – I Had Too Much To Dream Last Night
6. Buffalo Springfield – For What It’s Worth
7. The Doors – Light My Fire
8. The Youngbloods – Get Together
9. The Beatles – Strawberry Fields Forever
10. The 13th Floor Elevators – I’ve Got Levitation
11. The Moving Sidewalks – 99th Floor
12. Soft Machine – Feelin’ Reelin’ Squeelin’
13. Jefferson Airplane – White Rabbit
14. Big Brother And Holding Company – Down On Me
15. Grateful Dead – Viola Lee Blues
16. The Move – I Can Hear The Grass Grow
17. The Purple Gang – Granny Takes A Trip
18. Cream – Tales Of Brave Ulysses
19. Procol Harum – A Whiter Shade Of Pale
20. Scott McKenzie – San Francisco
21. Strawberry Alarm Clock – Incense And Peppermints
22. The Third Bardo – I’m Five Years Ahead Of My Time
23. Traffic – Paper Sun
24. The Attack – Colour Of My Mind
25. Moby Grape – Omaha
26. Sly & The Family Stone – Underdog
27. The Association – Windy
28. The Beach Boys – Heroes And Villains
29. Bee Gees – Every Christian Lion Hearted Man Will Show You
30. The Byrds – Lady Friend
31. Incredible String Band – Way Back In The 1960’s
32. Pearls Before Swine – Morning Song
33. Keith West – Excerpts From A Teenage Opera
34. Eric Burdon & The Animals – San Francisco Night
35. The Jimi Hendrix Experience – Burning Of The Midnight Lamp
36. Pink Floyd – Interstellar Overdrive
37. The Rolling Stones – We Love You
38. Small Faces – Itchycoo Park
39. Vanilla Fudge – You Keep Me Hangin’ On
40. Chocolate Watch Band – Are You Gonna Be There (At The Love-In)
41. The Family – Scene Through The Eye Of A Lens
42. Tomorrow – Revolution
43. The Who – I Can See For Miles
44. Bonzo Dog Doo-Dah Band – Death Cab For Cutie
45. Love – A House Is Not A Motel
46. The Pretty Things – Defecting Grey
47. Fifty Foot Hose – Red The Sign Post
48. Country Joe & The Fish – I-Feel-Like-I’m-Fixin’-To-Die-Rag
49. The Charlatans – Alabama Bound
50. The Smoke – My Friend Jack

Álbuns lançados em 17 de maio


Rainbow - "Rising", 1976.
OUÇA AQUI
COMPRE AQUI em CD ou LP

Patti Smith Group - "Wave", 1979.
OUÇA AQUI
COMPRE AQUI em CD, LP, K7 ou MP3

Frank Zappa - "Tinseltown Rebellion", 1981.
OUÇA AQUI
COMPRE AQUI em CD, LP ou MP3

System Of A Down - "Mezmerize", 2005.
OUÇA AQUI
COMPRE AQUI em CD, LP ou MP3

Their Mortal Remains: assista vídeo sobre a exposição do Pink Floyd


A exposição floydiana "The Pink Floyd Exhibition: Their Mortal Remains"
que se iniciou no dia 13 de maio último no Victoria And Albert Museum, de Londres, ficará lá em cartaz pelas próximas 20 semanas, até o dia 1º de outubro.

O evento será uma verdadeira antologia do grupo, tomando como ponto de partida o álbum de estreia, "The Piper at Gates of Dawn", concebido pelo criador do grupo, Syd Barrett e lançado em 1967.

São 350 artefatos que vão desde a cena psicodélica underground da década de 60 até o lançamento do álbum “The Endless River”, de 2014, que marcou o fim do trabalho de estúdio da banda.

Uma das grandes sacadas dessa exposição é a análise do conteúdo político envolvida em cada trabalho do Pink Floyd, principalmente nos anos 70.

Para abrilhantar ainda mais a mostra, os organizadores tentam uma reunião do Pink Floyd na edição 2017 do festival inglês de Glastonbury, que vai rolar na cidade de Pilton entre os dias 21 e 25 de junho.

As imagens e objetos expostos foram selecionados pelos próprios integrantes do grupo.

Um ótimo motivo para se visitar a capital bretã.


Assista ao novo clipe de Nikki Stringfield das Iron Maidens


Lançando seu single "As Chaos Consumes", a guitarrista das Iron Maidens, o primeiro e mais relevante tributo feminino ao grupo bretão, coaduna guitarra e voz na canção.


Nova música e novo clipe do Royal Blood

"Hook, Line and Sinker" integra o vindouro álbum "How Did We Get So Dark?" do duo bretão, que chegará no dia 16 de junho proximo.



COMPRE AQUI EM CD, LP ou MP3

Tracklist:

1. How Did We Get So Dark?
2. Lights Out
3. I Only Lie When I Love You
4. She’s Creeping
5. Look Like You Know
6. Where Are You Now?
7. Don’t Tell
8. Hook, Line and Sinker
9. Hole in Your Heart
10. Sleep

Veja trailer do novo documentário sobre o Grateful Dead


Com estreia marcada para o dia 26 de maio, o documentário Long Strange Trip conta a história do Grateful Dead, focando nos trinta anos em que o falecido Jerry Garcia foi o seu vocalista, guitarrista e figura principal.

O filme, que tem produção da Amazon, traz imagens de arquivo, entrevistas e trechos de shows, montando um belo painel sobre uma das mais cultuadas bandas do rock norte-americano.

O trailer de Long Strange Trip pode ser assistido no player abaixo:


U2 e Noel Gallagher no Brasil


Conforme publicamos previamente AQUI, O U2 virá ao Brasil na perna sul-americana da Joshua Tree Tour, com show já sabido para São Paulo no dia 19 de outubro próximo no estádio do Morumbi.

A novidade agora é a divulgação da presença de Noel Gallagher, ex-Oasis como atração de abertura.

Os ingressos começam a ser vendidos a partir das 00:01h desta sexta-feira, 09/06, no site da Tickets for Fun. Os inscritos no site do U2 tem acesso à pré-venda um dia antes, a partir das 10h de quinta, 8 de junho.

terça-feira, 16 de maio de 2017

Mick Jagger no Brasil neste fim de semana


O rockstar Mick Jagger, líder eterno da banda Rolling Stones, está contando os minutos para desembarcar em São Paulo nesta semana e o motivo é dos mais nobres: o aniversário de 18 anos de seu filho Lucas Jagger. A festa, Glamurama já sabe, está marcada para esta sexta-feira no apartamento de Luciana Gimenez e Marcelo de Carvalho no bairro de Cidade Jardim. Na lista estão os amigos mais próximos de Lucas e alguns convidados da mãe – um agito para pouco mais de 100 convidados. Sem afetações, o get together terá cocktail seguido de buffet com jantar e um DJ especialmente para animar os adolescentes.

Fonte: GLAMURAMA

Festival viking trará ao Brasil grande expoente da música celta


A edição 2017 do Odin’s Krieger Fest, o maior festival de música viking e folk do Brasil, acontecerá em julho e percorrerá três cidades: Belo Horizonte, Curitiba e São Paulo.

A principal atração musical do evento será a banda holandesa Rapalje, que virá pela primeira vez ao país. Na estrada desde a década de 1990, o quarteto possui uma carreira que já completou 21 anos rodando o circuito de música medieval e folclórica europeu. Com canções inspiradas na rica tradição viking, a banda utiliza instrumentos típicos como gaita de fole, órgão de boca, flauta, mandolin, gitouki, bodhrán e outros. O Rapalje terá a companhia do Tuatha de Danann, Terra Celta, Hugin Munin, Confraria da Costa, Hagbard, Mandala Folk e Galwem.

Além de música, o Odin’s Krieger Fest terá também lutas medievais, exposição de produtos do universo medieval e outras novidades, tudo regado a hidromel e a doses de vodka Vorus, bebida que remete à cultura nórdica.

O festival acontece nos dias 21/07 no Music Hall em Belo Horizonte, dia 22/07 no Jokers Pub em Curitiba e no dia 23/07 no Tropical Butantã em São Paulo. Mais informações na página do evento www.facebook.com/odinsfest

Abaixo o serviço completo:

BELO HORIZONTE

Evento: https://www.facebook.com/events/170804413434737/
Data: 21/07 (sexta-feira), às 19 horas
Local: Music Hall (avenida do Contorno, 3239 - Santa Efigênia)
Bandas: Rapalje (Holanda) - Terra Celta - Hagbard - Galwem
Lutas nórdicas, hidromel, exposição e vendas de produtos medievais e muito mais!
Vendas: https://ticketbrasil.com.br/festa/4877-odinskriegerfest2017-belohorizonte-mg/


CURITIBA

Evento: https://www.facebook.com/events/270496280058908/
Data: 22/07 (sábado), das 18 às 2 horas
Local: Jokers PUB (rua São Francisco, 164 - Centro)
Bandas: Rapalje (Holanda) - Tuatha de Danann - Hugin Munin - Mandala Folk
Lutas nórdicas, hidromel, exposição e vendas de produtos medievais e muito mais!
Vendas: https://ticketbrasil.com.br/festa/4876-odinskriegerfest2017-curitiba-pr/


SÃO PAULO

Evento: https://www.facebook.com/events/152874945233868/
Data: 23/07 (domingo), das 14 às 23 horas
Local: Tropical Butantã (avenida Valdemar Ferreira, 93 - Ao lado do metro Butantã)
Bandas: Rapalje (Holanda) - Tuatha de Danann - Hugin Munin - Confraria da Costa - Hagbard
Lutas nórdicas, hidromel, exposição e vendas de produtos medievais e muito mais!Vendas: https://ticketbrasil.com.br/festa/4878-odinskriegerfest2017-saopaulo-sp/


Fonte: COLLECTORS ROOM


Bandas independentes fazem tributo aos 25 anos do Pato Fú


Há 25 anos após se encontrarem em uma loja de instrumentos musicais, John Ulhoa, Ricardo Koctus e Fernanda Takai lançavam as sementes para o então vindouro álbum de estreia “O Mundo Ainda Não Está Pronto” (1993) e selar o início de uma bela trajetória, psicodelizando o pop da época, trazendo no decorrer da carreira uma sonoridade e temática que soava como uma espécie de Os Mutantes dos anos 90.

Passados vinte e cinco anos, vários artistas capitaneados por Rafael Chiocarello (Hits Perdidos) e João Pedro Ramos (Crush em Hi-Fi) se reuniram para realizar um tributo comemorativo aos mineiros.

Ouça dois discos com 15 faixas cada, dividos em 2 arquivos nos links abaixo:

OUÇA AQUI

OUÇA AQUI

Veja Dave Grohl tocando música inédita


“The Sky Is A Neighborhood” foi executada em formato acústico pelo frontman do Foo Fighters durante o evento Acoustic-4-A-Cure na segunda-feira última.

O guitarrista fora acompanhado pelo baterista Taylor Hawkins e Rami Jaffee.

Não se sabe se tal canção integrará um possível vindouro álbum do Foo Fighters ou será parte de algum projeto solo do músico.

Entenda melhor o processo de plágio contra o Iron Maiden


Recentemente se noticiou sobre o processo de plágio que o Iron Maiden vem respondendo sobre duas de suas canções.

O site http://www.igormiranda.com.br do jornalista Igor Miranda, um dos fundadores da Van do Halen postulou didaticamente o que se sabe dessa história.

Acompanhe abaixo.

Quem?

As acusações de plágio foram feitas pelo músico britânico Brian Quinn (Ingham), por meio de seu empresário e editor musical, Barry McKay.

A ação judicial foi movida contra:

- o baixista Steve Harris e o guitarrista Dave Murray, ambos do Iron Maiden;
- a companhia de edição musical Imagem London Ltd;
- e o guitarrista Robert Barton, que integrou o Beckett, banda que gravou a música feita por Quinn e que é alvo da disputa - Barton é, inclusive, co-autor da canção;

O quê?

A mesma composição de Brian Quinn teria servido para os supostos dois plágios praticados pelo Iron Maiden. Trata-se de "Life's Shadow", gravada pela banda Beckett em 1974.

Quinn alega que o Iron Maiden copiou trechos da letra para a constituição das estrofes de "Hallowed Be Thy Name" (creditada a Steve Harris) e da melodia para a elaboração de "The Nomad" (creditada a Harris e Dave Murray).




Como?

Brian Quinn apenas co-escreveu "Life's Shadow". Ele não era integrante do Beckett, nem participou da gravação da música. A canção foi composta ao lado de Robert Barton.

Quanto?

Brian Quinn estaria pedindo 200 mil libras pelos créditos autorais. A informação foi divulgada pelo jornal "The Sun", todavia, por se tratar de um tabloide, pode carecer de confirmações.

Comparação

É mais complexo determinar um plágio melódico no que se refere a "The Nomad", mas duas estrofes da letra de "Hallowed Be Thy Name" são, de fato, bem parecidas com "Life's Shadow". Compare:

Beckett - "Life's Shadow"
"Mark my words my soul lives on
Please don't worry cause I've have gone
I've gone beyond to see the truth
While I consider my new youth
When your time is close at hand
Maybe then you'll understand
Life down there is just a strange illusion"

Iron Maiden - "Hallowed Be Thy Name"
"Mark my words please believe my soul lives on
Please don't worry now that I have gone
I've gone beyond to see the truth
When you know that your time is close at hand
Maybe then you'll begin to understand
Life down here is just a strange illusion"


A resposta

Steve Harris disse, em recente comunicado, que havia feito um acordo prévio com relação aos créditos de "Hallowed Be Thy Name". Só que o acordo em questão foi feito com Robert Barton, o outro co-autor da composição.

A mesma informação foi divulgada por um representante da banda, logo quando o caso se torno público. Brian Quinn e Barry McKay não se pronunciaram sobre o suposto combinado prévio.

Leia mais em IGOR MIRANDA

Vocalista do Delain coleciona ofensas on-line sobre ela


No dia 8 de maio último, a Capital Chaos TV realizou uma entrevista com a vocalista Charlotte Wessels, frontwoman do DELAIN .

Perguntada se ela lê comentários de sua banda e/ou comentários em sites de heavy metal sobre ela, Charlotte disse: 

"Eu leio resenhas, porque quando fazemos um bom show, ou quando fazemos um show ruim, aí eu tenho uma noção disso ou daquilo, curiosa para ver como foi para a audiência. Quanto aos sites de fofocas, às vezes eu os leio porque volta e meia os comentários são bem hilariantes...

...Uma vez fiz uma coleção sobre as coisas mais ofensivas que foram ditas sobre mim em um dos maiores sites de música, um dos sites de fofocas de metal, e foi simplesmente desagradável, mas em um ponto ele só se torna hilariante, como, eu não deixo isso chegar a mim. Eu guardo isso no meu cofre, para quando alguém disser que o sexismo não existe no mundo do metal, eu mostro, 'Bem, aqui está!"

Ela continuou: "Então, é claro que existe, mas está em toda parte, e isso só depende de como você se retrata e do que faz".


Rememorando: os 50 anos de Pet Sounds


No ano passado a obra-prima dos Beach Boys, o icônico álbum "Pet Sounds", fruto da genialidade do espetacular Brian Wilson, competou seus cinquenta anos de lançamento.

No espaço Rememorando trazemos hoje o texto do confrade Leonardo Malta escrito há exatamente um ano sobre o jubileu de ouro do referido álbum. Leia abaixo.

50 ANOS DE “PET SOUNDS – THE BEACH BOYS”

POR: LEONARDO MALTA

“I may not always love you, but long as there are stars above you...God only knows what i'd be without you..."

Dessa forma, embalada pela perfeição da celestial “God only knows”, Pet Sounds soava diferente de tudo que já foi ouvido.

Tenro, suave, pop barroco, psicodélico, sentimental, experimental, mas honesto, assim surgia este icônico álbum na história da música.

Em 16 de maio de 1966, os americanos do The Beach Boys lançavam o seu 13° álbum de estúdio após muitas dúvidas e desconfianças entre seus integrantes. Com 36 minutos e 12 segundos, pela gravadora Capitol, o trabalho trouxe um repleto de inovações que culminam em um som rico, perfeitamente arranjado, com harmonia vocal, com uma gama de efeitos sonoros e instrumentais.

Antes de iniciar as composições e gravações desse trabalho, Brian Wilson se queixava aos colegas de banda, em uma conversa a beira da piscina dizendo que queria algo real, diferente e original. Ele disse: “Vocês já ouviram Rubber Soul dos Beatles? Pois é, ali tem tudo. É completo, tá tudo junto cara!, é isso sabe...”. (DICA DE FILME: essa conversa você assisti no filme que já indico: “The Beach Boys: Uma história de sucesso” de 2014, direção: Bill Pohlad, com John Cusack, Paul Dano e Elizabeth Banks) Brian Wilson queria algo diferente do que estavam fazendo, pois até então o som da banda era um rock voltado para o surf music, como exemplo das canções: “Surfin’ U.S.A.”, “I get around”, “California Girls”.

Além dos questionamentos, Brian tinha sofrido um ataque nervoso no final de 1964, quando desde então, parou de excursionar com a banda e passou a escrever sobre solidão, carência e ansiedade. Mesmo a banda chamando-o para voltar aos palcos da turnê, ele resolveu continuar nos bastidores, indo para o estúdio e gravando tudo o que sentia em um introspectivo, sofisticado e engenhoso disco.

Wilson trabalhou no início de 1966, na gravação da metade do disco. Quando os outros Beach Boys retornaram de uma turnê no Japão e Havaí, notaram uma super mudança do som em relação ao desempenhado nos trabalhos anteriores.

Houve resistência ao projeto dentro do grupo, mas nesta ocasião, a influência de Wilson em seu novo trabalho convenceu os demais, pois todas as faixas foram produzidas e arranjadas por Brian, que também escreveu todas as músicas, exceto “Sloop John B”.

Brian desenvolveu o método de produção ao longo de anos, culminando em Pet Sounds o seu auge, com abordagem de uma técnica chamada “The Wall of sound” - A parede de som, criada por seu mentor Phil Spector, homenageando-o com o nome do album pelas iniciais. Wilson foi quem praticamente inaugurou as explorações de sons que surgiam usando diversos instrumentos elétricos e vozes misturando com eco e reverb, além de duplicar instrumentos.

Wilson era autoditada, trabalhava os arranjos de cabeça e rascunhava abreviadamente na hora, acrescentando algumas sugestões trocadas com outros músicos durante os ensaios.

Foram utilizados os melhores músicos de Los Angeles na época, conhecidos como “The Wrecking Crew”, que encorparam as criações de Wilson com um som praticamente sinfônico, repleto de detalhes nos diversos instrumentos tocados no estúdio.

A temática nas letras de dificuldades na adolescência e conflitos na transição para vida adulta reunidas com sons cheios de: metais, sinos, cordas, acordeão, piano, cravo, ukulele, gaita, órgão, flauta, bandolim, tambores e percussões, vocais, buzinas, campainhas e até latidos de cachorro, influenciou uma geração de músicos dos anos 1960, tais como:

Os Beatles: “esse disco foi inspiração e influência para o surgimento (do também conceitual e histórico) Sgt.Peppers lonely hearts club band”;

George Martin: “sem Pet Sounds, Sgt. Peppers não teria acontecido...Peppers foi uma tentativa de igualar Pet Sounds”;

Eric Clapton: “Considero Pet Sounds um dos maiores LPs pop já lançados”;

Elton John: “Eu nunca tinha ouvido essa mágica de sons, gravados de maneira surpreendente. Sem dúvida, mudou a maneira como eu e inúmeros outros, abordaram a gravação...”.
(Fonte das declarações dos artistas : Wikipedia)

Sobre os sons atípicos inseridos no disco, o mais curioso e comentado são os latidos de cachorro. Foi colocado um cachorro que latiu de verdade dentro do estúdio na gravação do disco. O animal é recorrente na infância do gênio compositor, vem de uma explicação de Audree, mãe de Brian Wilson, que tentava lhe explicar porque os cães latiam para algumas pessoas e não para outras; “um cachorro sente as vibrações das pessoas, algo que não se pode ver, mas se pode sentir. O mesmo acontece com gente”.

Daí decorre não só a ideia para inserir sons no disco, mas também para o single de muito sucesso “Good Vibrations”, lançado naquele mesmo ano.

Considerado um dos discos mais influentes da música mundial, classificado sempre no topo das listas de maiores álbuns de todos os tempos, por diversos críticos e revistas especializadas, Pet Sounds é um disco absoluto, majestoso, único, original, influente, obrigatório para qualquer pessoa que goste apenas do que é som, do que é música.


COMPRE AQUI em CD, LP, K7 ou Blu-ray Audio

As canções desta obra prima são:

LADO A

1. WOULDN’T IT BE NICE
2. YOU STILL BELIEVE IN ME
3. THAT’S NOT ME
4. DON’T TALK (PUT YOUR HEAD ON MY SHOULDER)
5. I’M WAITING FOR THE DAY
6. LET’S GO AWAY FOR AWHILE
7. SLOOP JOHN B

LADO B

1. GOD ONLY KNOWS
2. I KNOW THERE’S AN ANSWER
3. HERE TODAY
4. I JUST WASN’T MADE FOR THESE TIMES
5. PET SOUNDS
6. CAROLINE, NO

Álbuns lançados em 16 de maio


The Beach Boys - "Pet Sounds", 1966.
COMPRE AQUI EM CD, LP, K7 ou Blu-ray Audio

The Who - "Live At Leeds", 1970.

Paul McCartney - McCartney II, 1980.

Iron Maiden - "Piece Of Mind", 1983.

Pet Shop Boys no Brasil


O Pet Shop Boys confirmou que realizará uma turnê pelo Brasil em setembro, tocando em mais quatro cidades além do Rock in Rio, onde a banda se apresentará no dia 15 de setembro. Os shows acontecerão nas cidades, datas e locais abaixo:

17/09 - Brasília (Net Live)
19/09 - São Paulo (Espaço das Américas)
21/09 - Curitiba (Live Curitiba)
23/09 - Porto Alegre (Pepsi On Stage)


Os shows fazem parte da The Super Tour, que promove o álbum Super, lançado em abril de 2016.

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Sir Paul McCartney em Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar


O eterno beatle canhoto postou em sua conta no Twitter uma imagem sua, praticamente irreconhecível no poster de divulgação da referida película, que estreia no dia 25 de maio próximo.

Paul fará uma pequena participação no filme a exemplo de Keith Richards que apareceu a pedido de Johnny Deep nos terceiro e quarto filmes da franquia, em 2006 e 2011.

Novo clipe do Lacuna Coil


"You Love Me, Cause I Hate You" integra o álbum "Delirium", lançado há praticamente um ano.

Em setembro próximo o Lacuna Coli se juntará ao Epica para turnê conunta norte-americana.



U2 inicia turnê dos 30 anos de Joshua Tree com participação de Eddie Vedder e Mumford & Sons


Foi dada a largada ontem em Seattle para as comemorações do emblemático álbum do U2, "The Joshua Tree".

O grupo irlandês de Bono executou ontem e executará o álbum na íntegra durante as apresentações vindouras.

No concerto de ontem, subiram ao palco Eddie Veder, frontman do Pearl Jam, além do grupo Mumford & Sons para juntos tocarem “Mothers of the Disappeared” com os anfitriões.

Em outubro próximo a Joshua Tree Tour chegará ao Brasil, onde o U2 fará 2 shows em São Paulo.


Nick Mason diz que tocaria com Harry Styles do One Direction


Presente no programa Breakfast Show, da rádio bretã Radio 2, o eterno baterista floydiano declarou ter gostado do novo single "Sign Of The Times" do egresso do One Direction, Harry Styles, que lá estava para divulgar seu primeiro trabalho solo.
"Eu estava na estrada, e depois de tocar a música, o radialista disse que achava o som dela parecido com Pink Floyd. E eu pensei 'é, posso tocar isto'. Ouço músicas prestando atenção na bateria e no baixo, eu acho que bandas são feitas de baixo, bateria e um monte de coisas novas. Seja como for, ouvi o single e pensei em perguntar ao Harry se eu posso tocar bateria em uma faixa do seu próximo disco", proferiu o baterista.

O fim do MP3


Quem tem mais de 20 anos provavelmente já baixou músicas em formato MP3. No final dos anos 90 e início dos anos 2000 era muito comum ter um player do formato, que substituiu os CDs e permitia levar as faixas favoritas a qualquer lugar em um dispositivo bem pequeno.

22 anos depois do surgimento do MP3, o Fraunhofer Institute for Integrated Circuits, instituto alemão que inventou o formato de áudio e licenciou uma série de patentes relacionadas a ele informou que o programa de licenciamento do MP3 foi oficialmente encerrado. O formato começou a ser desenvolvido no final dos anos 80 e, nas décadas seguinte, estava presente em quase todos os dispositivos de áudio do mundo todo. Mais tarde, com o surgimento de novos formatos e, mais recentemente, com a popularização dos serviços de streaming, acabou caindo no esquecimento.

"Embora o MP3 ainda seja popular entre alguns consumidores, formatos mais recentes, como AAC podem oferecer mais recursos e uma qualidade de áudio superior em bitrates muito melhores", afirma o instituto alemão.


Na prática, isso significa que não haverá novos produtos com suporte ao formato, mas as faixas MP3 salvas continuarão sendo reproduzidas da mesma maneira. Um HD, por exemplo, que armazene uma série de músicas, segue funcionando com a mesma qualidade.

"Agradecemos a todos os nossos licenciados por seu grande apoio para tornar o MP3 o áudio padrão no mundo durante as duas últimas décadas", afirma o instituto.
Fonte: OLHAR DIGITAL

A Confraria recomenda: Minniva Børresen


Navegando esses dias pelo Youtube, o mesmo me sugeriu um vídeo de "Cry for the Moon", clássico da banda holandesa Epica, interpretado pela cantora Norueguesa Minniva Børresen.

Fiquei fascinado pela impressionante precisão de seu canto, fazendo inclusive a parte gutural, originalmente cantado por Mark Jansen, e obviamente, pelas partes cantadas no original pela frontwoman Simone Simons.

A voz de Minniva fica ali no campo entre o mezzo-soprano e o contralto, tendo esta a facilidade de emitir belos agudos a tiro curto e também de emanar alguns timbres bem mais graves.

Então resolvi assinar seu canal no youtube e mergulhar na sua incrível videografia, contendo esplêndidas interpretações (em sua maioria dentro do Symphonic Metal) de Nightwish, Epica, Delain, Tarja, Within Temptation, After Forever, Kamelot, Helloween, Roxette, Evanescence e até mesmo da canção "Let it Go", tema de "Frozen" dos estúdios Disney e do clássico oitentista de Madonna, "La Isla Bonita", cuja interpretação de Minniva é crescentemente cativante, para se aplaudir de pé.

Pesquisando, descobri que a cantora tem um disco "Minniva Volume #1 lançado no Spotify.

OUÇA AQUI

COMPRE AQUI em MP3

Site Oficial

É uma questão de pouco tempo para que este enorme talento esteja a frente de uma grande banda ou até mesmo despontando merecidamente em muito bem sucedida carreira solo.

Abaixo estão alguns vídeos que merecem destaque:














Álbuns lançados em 15 de maio


King Crimson - "In the Wake of Poseidon", 1970.
COMPRE AQUI EM CD, LP, ou K7.

Mötley Crüe - "Girls, Girls, Girls", 1987.

DIO - "Lock Up The Wolves", 1990.

Megadeth - "The World Needs A Hero", 2001

Acusado de plágio, Iron Maiden retira música do setlist


Atualizado em 15/05/2017 08:25

O Iron Maiden está sendo acusado de plágio. A acusação vem de Barry McKay, manager aposentado de diversas bandas, que acionou legalmente Steve Harris e Dave Murray, que, segundo ele, copiaram um trecho da música "Living in My Shadow", canção composta por Brian Quinn e gravada os anos 1970 pela banda Backett, na clássica "Hallowed Be Thy Name".

A canção "The Nomad" é o motivo pelo qual o nome do guitarrista Dave Murray também está envolvido na ação judicial.

De acordo com o jornal inglês The Telegraph, devido a essa situação a banda foi forçada a retirar "Hallowed Be Thy Name" do setlist da atual turnê, que promove o álbum The Book of Souls (2015) pela Europa.

Veja Robert Plant e Brian Johnson cantando juntos a Paul Rodgers


Na noite de ontem em Oxford, Reino Unido, os eternos frontmen do Led Zeppelin e AC/DC se juntaram ao vocalista Paul Rodgers para entoarem a canção “Money (That’s What I Want)”, de Barrett Strong.


The Who e Def Leppard em Porto Alegre - pré-venda começa hoje

Conforme anunciamos previamente aqui no mês passado, além das apresentações no Rock in Rio e São Paulo Trip, o The Who se apresentará também em Porto Alegre-RS no dia 26 de setembro próximo, juntamente com o Def Leppard no anfiteatro Beira-Rio.
A pré-venda começa hoje via Pay Pal.

domingo, 14 de maio de 2017