sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Ouça versão de Bob Dylan para clássico de Frank Sinatra



"My One And Only Love", gravada originalmente por Sinatra em 1953 com a Nelson Riddle Orchestra integra o vindouro disco triplo do mestre Dylan "Triplicate", trazendo versões de standarts americanos.


A obra completa chegará no dia 31 de março próximo.


Resenha: "The Great Momentum" - Edenbridge



O nono álbum da banda austríaca de metal sinfônico, Edenbridge, "The Great Momentum" foi lançado hoje com a excelência do "selo Lanvall de qualidade.

Posso estar enganado, mais o multi instrumentista Lanvall (pianista, guitarrista, baixista, violinista e sabe-se mais lá o quê) deve ter sido aquele menino que passou a infância ouvindo e estudando música clássica, jazz e tinha um poster do Iron Maiden na parede do quarto.

Lanvall faz do seu Edenbridge um daqueles tipos de sons que dá vontade de ouvir sem cansar, onde todo o peso colocado nas canções é sempre meticulosamente equilibrado com a melodia e harmonia, sem tirar nem por.

Aqui nem um som é em vão, não há nenhuma "barulheira" nem "gritaria", tudo é muito bem composto, arranjado por ele e entoado e cantado pela regularíssima vocalista Sabine Edelsbacher, uma daquelas cantoras que com seu timbre aveludado na nota alta e na baixa nos despertam a vontade de ouví-las cantar da noite até amanhecer o dia.

E assim é o álbum "The Great Momentum", já na primeira canção "Shiantara", aquela música certeira, para abrir o disco sem erro.

Na segunda faixa, "The Die Is Not Cast", a coisa pesa um pouco mais, mas não menos elaborada, com Lanvall aplicando bons acordes de violão no seu decorrer.

Como nada ou quase nada é perfeito, a terceira música, "The Moment Is Now", é o ponto fraco deste trabalho. Não que seja uma música ruim, mas fica aquém do todo, talvez Lanvall estivesse com sono ou cansado ao compô-la, fazendo uma água com açúcar dispensável e infelizmente foi um susto quando justamente essa música deu vida a um videoclipe ainda nesta semana. Felizmente todas as outras canções são bem melhores.

A quarta faixa é uma música lenta belíssima, na qual Sabine ganha a companhia ao microfone do cantor  Erik Martesson, da banda sueca Eclipse, com Lanvall novamente abusando de seus rebuscados arranjos ao piano guitarra e violão.

Sequenciando, "The Visitor" nos traz uma canção mais rápida e com bela vocalização de Sabine e um marcante coral.

A próxima, "Return To Grace" é a maior pancada do disco, aqui a dupla Lanvall e Dominik Sebastien discorrem suas habilidades como exímios guitarristas.

Seguindo com "Only A Whiff Of Life", predominantemente voz e piano, um duo que dá extremamente certo no Edenbridge, com Sabine e Lanvall, a exemplo do que fizeram no projeto de ambos "Voiciano".

O seguimento final é a parte mais sinfõnica propriamente dita deste álbum e que nos traz as duas mais longas músicas.

A penúltima, "A Turnaround In Art" se inicia com um riff imponente temperado com a orquestração, desembocando na voz de Sabine, que entoa uma melodia enebriante e bonita. Aqui o peso e o lírico se casam perfeitamente.

A canção "The Greatest Gift Of All" é a maior de todas e fecha a obra magistralmente. Fazendo a linha de "Arcana", clássico do grupo do álbum homônimo de 2001. Esta é uma canção completa, com todos os bons elementos inerentes ao Edenbridge, o belo canto de Edelsbacher, a orchestração impecável e as inúmeras váriações de andamento que Lanvall sabe fazer como ninguém.

Concluindo, "The Great Monentum" é acima de um ótimo álbum de symphonic metal, um disco de música de alta qualidade.

Lanvall não erra, apenas comete pecadilhos (tais como a terceira faixa).

Nota 8,5.

OUÇA AQUI

COMPRE AQUI

The Great Momentum"

Shiantara
The Die Is Not Cast
The Moment Is Now
Until The End Of Time
The Visitor
Return To Grace
Only A Whiff Of Life
A Turnaround In Art
The Greatest Gift Of All

SABINE EDELSBACHER: Lead Vocals
LANVALL: Lead & Rhythm Guitars, Bass, 6 & 12 String Acoustic Guitars, Nylon Guitar, Piano & Keyboards, Hammered Dulcimer, Bouzouki
DOMINIK SEBASTIAN: Lead & Rhythm Guitars, Nylon Guitar
JOHANNES JUNGREITHMEIER: Drums


The Who e Guns N' Roses na mesma noite no Rock in Rio



A clássica banda bretã, The Who, inédita no Brasil e a formação clássica do Guns N' Roses tocarão na mesma noite no festival carioca, ambas como headliners, ou seja, com tempo e setlist maior.

Tal fato já aconteceu na edição anterior, quando Elton John e Rod Stewart foram co-headliners.


Divulgue sua Banda



Tem uma banda? É artista solo e/ou possui um bom projeto musical? Mande seu material para o e-mail confrariafloydstock@gmail.com e após avaliação, será publicada resenha e recomendação.

Midnight Oil no Brasil



Os australianos desembarcarão por aqui para cinco apresentações que integram a "The Great Circle 2017 Tour".

Vejam as datas e locais abaixo:


Iron Maiden & Ghost no Brasil?



O Iron Maiden já havia divulgado que faria turnê conjunta com o Ghost lá pelo hemisfério norte.

Eis que agora o jornalista José Norberto Flesch - @jnflesch do Jornal Destak publicou em seu Twitter a imagem acima, que se encontra no site oficial da banda, contendo a divulgação da turnê trazendo as bandeirinhas de Brasil, Argentina, Finlândia, Suécia e Japão.

Prenúncio? Aguardemos!

Assista à linda homenagem de um coletivo de arte à banda Meshuggah



O Careless Motion, um coletivo de arte contemporânea, lançou um vídeo em tributo à banda sueca Meshuggah. Intitulado “Dance on Meshuggah”, o vídeo mostra as integrantes em uma performance de dança e expressão, tudo sobre uma releitura de uma das canções do grupo - “Lethargica”, presente no álbum OnZen (2008).

Destaque para a inserção de violinos e para a interpretação vocal visceral, que contrasta com a dança que surge a cada frame.

O projeto foi criado em 2016 pela dupla Violette Wanty e Alexandra Laya, e tem o objetivo de produzir trabalhos em conjunto com artistas do universo do metal.

ASSISTA!

Rock in Rio confirma Alter Bridge, Justin Timberlake e Skank



Ontem a organização do Rock In Rio confirmou mais três atrações com suas respectivas datas.

Os mineiros do Skank abrirão o Palco Mundo no dia 16 de setembro. O astro pop, cantor e ator Justin Timberlake encerra os trabalhos do mesmo palco no dia seguinte, enquanto o metal alternativo estadunidense do Alter Bridge será o headliner do dia 22.

Ontem o Rock In rio começou a disponibilizar a troca do Rock in Rio Card pela troca do ingresso na data escolhida.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Morreu Bobby Freeman, autor de “Do You Wanna Dance?”



Aos 78 anos de idade, o cantor Bobby Freeman faleceu de causas naturais.

Tido como o primeiro rockstar de São Francisco, sua primeira e maior composição fora o clássico “Do You Wanna Dance?”, a princípio lançada como o nome de “Do You Want To Dance?” em 1958, tendo o até então Jerry Garcia (futuro Grateful Dead) participado da gravação original.
Posteriormente tal canção também emplacou nas vozes de Beach Boys, The Shadows, John Lennon, Neil Young, The Ramones, etc.

Streaming x ECAD



Há pouco comecei a ler num site um artigo sobre o fato de o Superior Tribunal de Justiça (STJ) ter decidido que os serviços de streaming tais como Spotify, Deezer e Apple Music, devem pagar direitos autorais ao Ecad (Escritório Central de Arrecadação e Distribuição) pelo mesmo entender que se trata de execução pública, desse modo se enquadrando na Lei de Direitos Autorais, Lei 9.610 de 1998.
Quase certo de que leria algo em tom de indignação com a decisão, lepidamente fui me deparando com o até então para mim impensável: não somente não li nenhuma indignação como li sim algo num tom comemorativo e demonstrando entender alguma coerência na tal argumentação.
Na decisão do ministro Vilas Bôas Cueva:

“O acesso à plataforma musical é franqueado a qualquer pessoa, a toda coletividade virtual, que adentrará exatamente no mesmo local e terá acesso ao mesmo acervo musical, e esse fato, por si só, é que configura a execução como pública” e que a decisão “prestigia, incentiva e protege os atores centrais da indústria da música: os autores”.

Ora, pra cima de moi? Me dizer que mesmo o que eu ouço sempre fones de ouvidos adentro implica em uma excecução coletiva? Ademais, obviamente que sou favorável a que todos os artistas recebam por sua obra e isso já vem acontecendo com os contratos firmados entre eles e os serviços de streaming. Nada está ali de graça ou ilegalmente gratuito. Sem contar que a cegonha me contou que o ECAD repassa fielmente tudo o que arrecada aos artistas. Ora, por favor!
Num país em crise e culturalmente mais ainda, apesar de tanto baterem na questões dos downloads, piratarias, etc., ao encarecerem os serviços legalizados, acabam por empurrarem o cidadão consumidor de música a se distanciar deles. Talvez futuramente devamos apenas imaginar como seria o som das canções ao invés de ouví-las.

Michael Jackson: "Thriller" bate mais um recorde



Apesar das vendas caírem na última década, embora o advento do streaming tenha garantido lucros, chegando agora ao número de 33 milhões de cópias vendidas nos EUA, contando desde seu lançamento em 1982, "Thriller"o álbum mais bem sucedido do mundo fonográfico continua a fazer história.
Segundo os herdeiros do saudoso astro Michael Jackson, a obra ultrapassou a casa de 105 milhões de cópias mundo afora.
O segundo disco mais vendido na história dos Estados Unidos é "Their Greatest Hits (1971-1975)", do Eagles, com 29 milhões de cópias.

Alice Cooper tocará no mesmo dia que Aerosmith e Billy Idol no Rock in Rio



O soturno artista se apresentará no dia 21 de setembro no festival carioca. Hoje pela manhã a organização do evento começou a disponibilizar a troca do Rock in Rio Card pela troca do ingresso na data escolhida.

Ouça canção do Fleetwood Mac da edição comemorativa de "Tango in The Night"



“Seven Wonders” integra a edição comemorativa dé 30 anos de lançamento do álbum "Tango in The Night", segundo mais bem sucedido da carreira da banda, que chegará no dia 10 de março próximo.

OUÇA AQUI.

Tracklist completo:
Disco Um: Tango In The Night (Original Album – 2016 Remaster)

1 – BIG LOVE
2 – SEVEN WONDERS
3 – EVERYWHERE
4 – CAROLINE
5 – TANGO IN THE NIGHT
6 – MYSTIFIED
7 – LITTLE LIES
8 – FAMILY MAN
9 – WELCOME TO THE ROOM… SARA
10 – ISN’T IT MIDNIGHT
11 – WHEN I SEE YOU AGAIN
12 – YOU AND I, PART II

Disco Dois: B-Sides, Outtakes, Sessions

1 – DOWN ENDLESS STREET
2 – SPECIAL KIND OF LOVE (Demo)*
3 – SEVEN WONDERS (Early Version)*
4 – TANGO IN THE NIGHT (Demo)*
5 – MYSTIFIED (Alternate Version)*
6 – BOOK OF MIRACLES (Instrumental)
7 – WHERE WE BELONG (Demo)*
8 – RICKY
9 – JULIET (Run-Through)*
10 – ISN’T IT MIDNIGHT (Alternate Mix)*
11 – OOH MY LOVE (Demo)*
12 – MYSTIFIED (Instrumental Demo)*
13 – YOU AND I, PART I & II (Full Version)*

*Versões inéditas

Disco Três: The 12” Mixes

1 – BIG LOVE (Extended Remix)
2 – BIG LOVE (House On The Hill Dub)
3 – BIG LOVE (Piano Dub)
4 – BIG LOVE (Remix/Edit)
5 – SEVEN WONDERS (Extended Version)
6 – SEVEN WONDERS (Dub)
7 – LITTLE LIES (Extended Version)
8 – LITTLE LIES (Dub)
9 – FAMILY MAN (Extended Vocal Remix)
10 – FAMILY MAN (I’m A Jazz Man Dub)
11 – FAMILY MAN (Extended Guitar Version)
12 – FAMILY PARTY (Bonus Beats)
13 – EVERYWHERE (12” Version)
14 – EVERYWHERE (Dub)

Assista ao novo clipe do Blondie



"Fun" integra o vindouro álbum "Pollinator", da banda capitaneada por Debbie Harry, que chegará no dia 5 de maio próximo. O trabalho sucede "Ghost of Download" (2014) e contará com participações especiais de Blood Orange, Charli XCX, Sia.

Assista ao vídeo de "FUN"

Roger Waters divulga título de seu novo álbum



Roger Waters anunciou que seu próximo álbum será intitulado "Is This The Life You Really Want?".

Waters fez tal declaração no lançamento da próxima exposição de Pink Floyd no Victoria and Albert Museum de Londres, ao lado do baterista do Pink Floyd Nick Mason, e revelou: "Estou apenas no processo de terminar meu novo álbum. Eu terminei os vocais ontem e Nigel Godrich que o produziu começou a mixá-lo. Eu estou caindo na estrada neste verão, fazendo a turnê "Us And Them", em torno da América e, em seguida, pelo mundo ao longo de 2018."
Waters e Mason fizeram uma aparição pública rara no Mayfair Hotel de Londres, na manhã de hoje, quando a impressionante The Pink Floyd Exhibiton: The Mortal Remains foi lançada. A exposição, marca o 50º aniversário do álbum de estréia The Piper At The Gates Of Dawn e o single Arnold Layne, e inaugurará em 13 de maio e permanecendo até 1º de outubro.

ASSISTA AO TEASER PROMOCIONAL DO NOVO ÁLBUM

Aguardemos ansiosos!


Nova série traz personagem chamada Syd Barrett



A nova série da FOX, "Legion", abrange o universo X-Men e estreou no último dia oito de fevereiro narrando a história de um jovem chamado David Haller, interpretado por Dan Stevens, perdido e institucionalizado num hospital psiquiátrico devido a um diagnóstico de esquizofrenia.
Tudo caminha caótico até a chegada de uma nova paciente, Syd Barrett, vivida pela atriz Rachel Keller...

Será que de alguma forma, o lendário criador do Pink Floyd teria inspirado os produtores da série? Curioso, coincidência e pertinente é.


Pai do menino chamado Iron Maiden explica sua inspiração para o nome



Conforme publicado antes aqui na CF, no dia 1 de fevereiro último, nasceu em Santa Cruz de La Sierra o menino Iron Maiden Duran Ruiz.
Agora seu pai, fã da Velha Donzela obviamente, explicou a real inspiração para nomear seu herdeiro:

“Tem muito a ver com Eddie. Eu quero que meu filho tenha essa força, essa energia. Para ele lutar pelo que deseja, ter atitude e ser, acima de tudo, mentalmente forte”.

Assista ao vídeo com o pequeno Iron em família.

Muito em breve por aqui logo teremos o mancebo Slayer da Silva.


Quem possui o Rock in Rio Card já pode escolher o dia de seu ingresso



Mesmo sem o Rock in Rio ter todas as atrações e suas respectivas datas anunciadas, a partir de hoje, quem já possuir o Rock in Rio Card poderá fazer sua escolha para qual dia do festival quiser assistir.
O processo de troca deverá ser feito através do Ingresso.com .
No dia 5 de abril a organização do evento fará o anúncio do line-up completo.

Filme sobre baterista honorário dos Beatles será rodado



O livro "The Beatle Who Vanished", de Jim Berkenstadt, conta a história de Jimmie Nicol, baterista que substituiu Ringo Starr por 13 dias, quando este contraiu uma amigdalite e faringite, precisando ser internado em 1964.
Alex Orbison, filho do lendário Roy, adquiriu os direitos da obra literária e fará a cinebiografia.
Jimmie cobriu a ausência de Ringo durante shows na Dinamarca, Holanda, Austrália e Hong Kong, tendo participado de toda a parte publicitária destes, incluindo fotos e eventos para imprensa e recebendo cifras de 2500 libras por show mais bônus de 600 libras e de quebra um relógio.

Mick Jagger "não se lembra" de ter escrevido autobiografia embora haja uma cópia



Mick Jagger, líder dos Rolling Stones, diz que não "se lembra" de ter escrito sua autobiografia apesar de um editor assegurar ter uma cópia de um livro de memórias escrito pelo cantor no início dos anos 1980, informou o último número da revista britânica The Spectator.
O editor John Blake revelou que Jagger lhe entregou há três anos, através de um amigo comum, um livro autobiográfico de 75 mil palavras escrito por ele no início da década de 1980, quando o cantor já tinha 20 anos de carreira com a lendária banda britânica.
Blake entrou em contato com o líder dos Stones, mas este lhe disse que não se lembra de ter escrito a autobiografia.
O editor alega que Jagger, de 73 anos, tinha se mostrado favorável, em um princípio, à publicação do livro e, inclusive, tinha concordado em escrever um prólogo no qual explicaria que essas memórias haviam sido escritas "há muito tempo".
No entanto, segundo Blake, vários eventos ocorridos posteriormente na vida do lendário artista se interpuseram, entre eles o suicídio da estilista L'Wren Scott, em março de 2014, que na época tinha um relacionamento com Jagger, uma turnê mundial do grupo, um filme sobre como foi criado o álbum Exile On Main Street e uma grande exposição na Galeria Saatchi.
Em entrevista à revista britânica, Blake indicou que, após esses eventos, "as portas de aço se fecharam" e Jagger já não quis mais publicar o livro.
No entanto, o editor revelou alguns detalhes que supostamente foram incluídos nas memórias do líder dos Stones, como quando o cantor retornou à residência de seus pais em Dartford, no condado de Kent, ao sul de Londres, após dois anos de "caóticas excursões mundiais, desenfreamento, caos, alvoroço e sabe Deus o que mais".
Aparentemente, a mãe de Jagger o recebeu "horrorizada", mencionando sua nova mudança de penteado: "Oh, Michael, seu cabelo...".
O manuscrito mostra, de acordo com Blake, "um Mick mais tranquilo e mais atento do que a imagem que se tem de que ele leva uma vida agitada".
O livro revela uma estrela do rock que se "esconde" em uma pequena sala nos bastidores antes das apresentações "analisando o público"; almoça uma refeição de carboidratos e bebe oito canecas de água antes de subir ao palco.
De acordo com essas supostas memórias, as "extravagantes" festas nos bastidores são um "mito" e nelas, de acordo com Blake, Jagger aborda sua tempestuosa relação com Keith Richards, que publicou sua autobiografia em 2010, sob o nome de Life, que obteve enorme sucesso de crítica e financeiro.

Fonte: ESTADÃO

Produtor do Grammy "se desculpa" com o Metallica mas sem pedir desculpas



Na verdade o produtor do evento, Ken Ehrlich apenas deu uma simples explicação técnica, porém sem propriamente proferir um "I Apologize". Leiam sua declaração abaixo:

“Me disseram que o cabo do microfone estava conectado. Acreditamos que alguém o chutou acidentalmente e escapou. É horrível quando uma coisa dessas acontece, mas é um dos riscos da televisão ao vivo”.

E ano que vem teremos mais falhas, quem será o contemplado? 

Ace Frehley fará show somente para fanáticos



Seja lá o que isso signifique ou o critério que será adotado, ainda não divulgado, o fato é que o guitarrista Ace Frehley, o eterno spaceman do KISS, anunciou um show extra em Buenos Aires em sua vindoura passagem pela Argentina, no dia 27 de fevereiro próximo, sendo tal apresentação apenas para fanáticos.
Além dessa, o músico fará outras duas apresentações também na capital nos dias 03 e 04 de março e outra em Rosário, no dia 28 de fevereiro, Essas em caráter convencional.

No dia 05 de março, o guitarrista apresentar-se-á em São Paulo. DETALHES AQUI.

Richie Kotzen e Dead Daisies no Brasil



O guitarrista Richie Kotzen desembarcará por aqui em julho para shows pelo Brasil e América do Sul divulgando seu novo álbum "Salting Earth".
Dividindo as noites, o supergrupo Dead Daisies, formado por John Corabi, Doug Aldrich e Marco Mendoza, David Lowy e Brian Tichy
Ainda não foram divulgadas as datas precisas. Brevemente as informaremos aqui.

Aguardemos!


Novo álbum do Arch Enemy chegará em setembro



O Arch Enemy começou a trabalhar no sucessor de War Eternal (2014), disco que marcou a estreia de Alissa White-Gluz nos vocais substituindo Angela Gossow. A banda já está em estúdio gravando o novo álbum, que, segundo o guitarrista Michael Amott, deve chegar às lojas lá por setembro.
Além de ser o segundo trabalho de estúdio com Alissa, o novo disco do Arch Enemy será interessante pois será o primeiro a contar com a contribuição do guitarrista Jeff Loomis (ex-Nevermore) nas composições.
War Eternal já foi um CD muito bom, e a participação de Loomis nas composições - vale lembrar que ele teve papel fundamental na construção da sonoridade do infelizmente finado Nevermore - tem tudo para fazer do novo disco um dos grandes momentos da carreira da banda sueca.
Vale lembrar que o Arch Enemy lançará dia 31 de março o CD/DVD As The Stages Burn!, registro da turnê mais recente do grupo. O material traz o show realizado pelo quinteto no Wacken de 2016 e é o primeiro lançamento oficial a contar com Jeff Loomis.

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Pink Floyd disponibilizará itens de seu último boxset de forma separada



Devido ao preço salgado, Quem não pôde ou não quis adquirir a caixa floydiana "Early Years, 1965-1972", lançada em novembro passado, terá a oportunidade de montá-la aos poucos.
Composta por 27 discos, entre 12 horas de áudio e 14 horas de vídeo, o material remete o fã a uma antolgia pré "The Dark Side of The Moon", o álbum que mudou a história da banda.
A partir de 24 de março próximo será possível comprar todo esse conteúdo em partes previamente subdivididas em 6 pacotes.
O primeiro, "Cambridge Station", trará o período de 1965-1967 em CD/DVD/Blu-ray. Posteriormente será um volume para cada ano, até 1972, sempre repletos de muitos vídeos, áudios e memorabilia da maior banda de rock progressivo de todos os tempos.

Fã altera página de banda no wikipedia para poder ver show na área VIP



Aconteceu em Manchester no último dia 10. Após assistir ao show da banda The Sherlocks em um lugar com visão nada privilegiada, o fã do grupo Adam Boyd resolveu armar um esquema para poder assistir de um lugar melhor.
Entrou pelo celular na descrição da banda no Wikipedia e inseriu a informação “Eles lançaram o primeiro single, ‘Live for the Moment’ em 2014, influenciados por Adam Boyd, primo do vocalista Kairan Crook” e a mostrou ao segurança que permitira sua entrada na área VIP do Albert Hall.
O próprio Boyd assumiu a artimanha no seu facebook e admitiu ter ficado na área VIP por cinco músicas, tendo retornado para seu lugar de direito junto aos amigos logo depois.

Golpe é claro, mas genial.


Albuns vindouros: Gary Clark Jr. - "Live North America 2016"



"Live North America 2016" chegará no dia 17 de março próximo e traz o materia gravado durante a turnê do álbum de estúdio "The Story of Sonny Boy Slim" (2015), contendo cinco canções inéditas: “The Healing”, “Grinder”, “Our Love”, “Cold-Blooded” e “Shake”.


Tracklist completo:

1 Grinder
2 The Healing
3 Our Love
4 Cold Blooded
5 When My Train Pulls In
6 Down to Ride
7 You Saved Me
8 Shake
9 Church I Am
10 Honest I Do
11 My Baby’s Gone
12 Numb.

Schwarzenegger cita Nickelback para depreciar o Congresso americano e banda devolve



O exterminador Arnold Schwarzenegger disparou contra os congressistas americanos em seu Twitter:

“Quando o congresso é menos popular que herpes e Nickelback, o que explica a reeleição de 97% dos representantes?”.

A banda canadense devolveu:

“Por favor, nos deixe de fora das suas futuras manifestações de sabedoria”, citando também a "bomba" que foi o filme "Batman & Robin", onde o ator atuou.


Presidente do Grammy Awards responde às críticas de racismo



Em entrevista ao site Pitchfork, o presidente do Grammy Awards, Neil Portnow refutou as críticas de racismo sofridas pela entidade, em virtude dos principais prêmios da última noite de premiação serem dados à cantora Adele e não para Beyoncé (álbum do ano, melhor álbum pop (por "25"), canção do ano, gravação do ano e melhor performance pop (pela canção "Hello").
Beyoncé e seu arrebatador álbum "Lemonade" era tida como ampla favorita, até mesmo por Adele, que chegou até a quebrar a estatueta do Grammy ao meio e dar a metade à sua concorrente, dizendo:

"O que mais Beyoncé terá que fazer para vencer o prêmio de álbum do ano?"

Vale lembrar que o último agraciado com o principal prêmio da noite foi Herbie Hancock, em 2008.

Porém o presidente Portnow explicou que a votação do Grammy é feita por artistas, compositores, engenheiros, produtores e diretores de arte, e que eles não escutam música baseado em gênero, raça ou etnia, além de lembrar que o prêmio de Revelação do Ano fora dado ao rapper Chance The Rapper entre uma maioria de indicados brancos.

A seguir as palavras do presidente:

"Eu não penso que há um problema racial. É bom lembrar, não somos uma entidade corporativa, a academia tem 14 mil membros votantes. Por isso, é difícil criar uma objetividade em algo puramente subjetivo como a música e a arte. Nós fazemos o melhor que podemos...
...Quando você vota em uma música — pelo menos da forma que eu entendo isso — é como se você vendasse seus olhos e apenas escutasse o conteúdo. O voto é baseado na forma que você reage a isso como um profissional, e encontra excelência naquilo"...
..."Sempre trabalhamos para aumentar a diversidade nos membros da academia, independente de etnia, gênero, sexo ou idade", declarou Portnow. "Para manter nossa relevância, nós temos que nos atualizar a todo tempo".

Sei...

Humor: baixista do Metallica pirou em Lady Gaga



A secada do baixista Robert Trujillo em Lady Gaga nos bastidores da última noite de premiação do Grammy Awards no domingo passado viralizou e deu inspiração para diversos memes na rede.

Olhe os modos Bob!

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Seu Jorge aparece em imagem caracterizado como Pixinguinha



O filme "Pixinguinha – Um Homem Carinhoso" retratará a vida e obra do grande maestro, compositor e arranjador da música brasileira do século XX, Alfredo da Rocha Vianna Filho, o Pixinguinha e será vivido no cinema pelo cantor e compositor Seu Jorge, que divulgou foto caracterizado.para a cinebiografia.
No elenco teremos Taís Araújo que viverá a esposa de Pixinguinha, Lázaro Ramos que será o seu pai Alfredo Vianna.
A direção ficará a cargo de Denise Saraceni e Allan Fitterman e o filme ainda não tem previsão para estreia.

Aguardemos!

Metallica: Lady Gaga, futura frontwoman?



Pois é. O caldo está engrossando e a coisa parece ficar gradativamente mais séria. Talvez fosse pra ser apenas mais um desses duetos feitos especialmente para grandes ocasiões, como o "ZéPultura" (Zé Ramalho + Sepultura no Rock in Rio) e muitos outros encontros desse naipe (em alguns casos são desencontros).
Confesso que ontem ao começar a ler sobre o líder do Metallica, Lars Ülrich ter ficado fascinado com o número da banda com Lady Gaga na cerimônia do Grammy Awards no domingo último e que o grupo estaria cogitando efetivá-la como membro e dar seguimento em outros projetos em parceria, eu realmente pus o pé no freio, achei que fora algo dado pela euforia do momento e novidade e tomado por um certo ceticismo, aguardei.
Contudo hoje a coisa continou crescendo, especialmente pelas divulgadas palavras de Lars:

"Já estamos avançando rapidamente para o próximo capítulo, quando poderemos fazer mais coisas juntos. Não é um daqueles casos em que vinte advogados, managers e estrategistas sentam ao redor da mesa e discutem como forçar duas pessoas de mundos diferentes a fazerem algo em rede nacional. De ambos os lados, tanto do Metallica quando de Lady Gaga, o que está rolando é algo autêntico e orgânico como nunca houve antes. Estamos apenas começando...
...(Ela é) “o quinto integrante perfeito para o Metallica”: “Sua voz, sua atitude, sua visão de tudo, são impressionantes. A sua performance foi tão natural e orgânica e ela tem o espírito do hard rock e do metal fluindo en suas veias. É realmente fácil para ela fazer algo nessa linha. Não há nada artificial, ela só tem essa energia super quente e natural”.


Aí vem a parte boa: eu adoraria que isso se concretizasse com toda a força. Seria algo de profunda inovação no mundo da música nos últimos tempos. Imagine uma artista oriunda do universo pop adentrar o seio de uma banda icônica de trash metal e lá ficar e ambos crescerem ainda mais.
Seria um tapa em todo e qualquer preconceito nas errôneas cercas fronteiriças da música, derrubando-as, congraçando e tudo somente levando em consideração o "queremos apenas fazer música boa", independentemente de achar que em tal estilo não pode isso ou não pode aquilo.
Nem é preciso mais salientar a qualidade artística dessa frontwoman. Tudo ela já provou. Desde surgir com uma roupa feita de carne, causar espanto e impressionar Alice Cooper, passando por se apresentar com Rolling Stones e mandar muito bem em "Gimme Shelter", até o soberbo show com o célebre crooner Tony Bennett, que rendeu o excelente CD/DVD "Cheek to Cheek Live", onde ela mostrou que o jazz também está em seus poros. De quebra ela lança um álbum de extrema competência e minimalista, mostrando que não depende de toda a sofisticação eletrônica, tão presente nas gravações pop-fonográficas.

Aí vem a parte ruim: o fã do Metallica e o metaleiro seccional de carteirinha jamais entenderia e aceitaria isso. Especialmente aquele que começou a ouvir música a partir do Black Album, negligenciando todo estilo e influência pregressa.
Para ilustrar vale lembrar o apredrejamento que houve alguns anos atrás quando o Metallica se uniu ao genial Lou Reed e juntos lançaram o tão crucificado disco "Lulu", totalmente adaptado aos estilos de ambas as partes, mas um trabalho onde o grupo visivelmente reverenciava Reed, praticamente sendo sua banda de apoio às suas poesias. Estranho, porém extremamrente artístico e bem pensado.
Imaginemos agora o Metallica ir muito mais além e heterogeinizar sua música a esse nível "Gaga".
Ainda que nesse caso, ao contrário de como fora com Reed, certamente ela se encaixaria no som da banda, não deixaria de ser uma mudança total na roupagem sonora e visual das gravações e apresentações ao vivo.

Finalizando, ainda me é difícil crer que chegará a esse ponto, pois muitos muros precisariam ser derrubados para tal, mas bem que deveria. Porém se rolar ao menos uma parceria de estúdio, rendendo um bom álbum e alguns shows já valerá bastante a pena.

Sigo aguardando e torcendo e você?

Valentine's Day

Neste Dia dos Namorados no hemisfério norte, uma singela homenagem da Confraria Floydstock aos casais célebres do mundo da música em algumas imagens.

Contemplem ao som de nossa Playlist "Só As Lindíssimas"


Bob Dylan & Joan Baez


Debbie Harry & Chris Stein


Jim Morrison & Pamela Courson


Johnny Cash & June Carter


Kurt Cobain & Courtney Love


Mick Jagger & Marianne Faithfull


Paul McCartney & Linda Eastman


Ozzy & Sharon Osbourne

George Harrison, Pattie Boyd & Eric Clapton


Simone Simons & Oliver Palotai


David Gilmour & Polly Samson


Roger Waters & Rula Jebreal


Dave Mustaine & Pamela Casselberry


Floor Jansen & Hannes Van Dahl


Elvis Presley & Priscilla Ann Wagner