segunda-feira, 17 de julho de 2017

Nunca diga desta água não beberei: Ritchie Blackmore está disponível para reunião com o Deep Purple


No post anterior noticiei sobre o interesse do festival Glastonbury em uma reunião do Led Zeppelin para sua edição de 2019.

Outra banda cuja reunião se tornara algo praticamente utópico é o Deep Purple.

Como em muitas situações na vida, quando querem algo conosco, muitas vezes não o desejamos e quando finalmente queremos, os outros já não o querem mais.

E essa a situação curiosa que se encontra o Deep Purple.

Desde que saiu do grupo em 1993, o guitarrista Ritchie Blackmore sempre soslaiou para tudo e todos que representasse sua antiga banda, partindo para o Celta Music com sua esposa Candice Night, até retornar ao rock no ano passado com seu novo Rainbow, totalmente repaginado.

No ano passado, Ritchie Blackmore mal tomou conhecimento da indução do Deep Purple no Rock And Roll Hall of Fame, não tendo comparecido à cerimônia e muito menos deixado suas congratulações aos antigos companheiros.

Mas como o mundo dá voltas, agora o mau-humorado guitarrista conversou com o Rock N’ Roll Reporter sobre um possível show nostálgico com o Deep Purple:

Se eles tiverem interesse e nossas agendas permitirem, eu estaria disponível sim para um show, e faria isso por pura nostalgia. Mas não acho que o Deep Purple tenha interesse em fazer algo nessa linha. Somos amigos e faço minha própria música há vinte anos, enquanto eles fazem as suas próprias coisas há duas décadas. Provavelmente, uma reunião não irá acontecer. Além disso, os managers da banda não iriam curtir, mesmo que fosse apenas por um show. A gestão do Purple não permitiria isso, tenho certeza”.