quinta-feira, 20 de julho de 2017

A voz visceral de Chester Bennignton


Linkin Park é uma típica banda com a cara da MTV, Sim.

Banda pop-barulhenta de molecada descolada que em sua grande parte talvez nunca tenha ouvido Led Zeppelin, The Who ou Deep Purple, também sim.

Mas é inegável o vigor e visceralidade do som dos caras.

E pelo que sempre percebi, noventa por cento das duas características acima vinham da possante voz rasgada de Chester Bennington, responsável pelas partes mais rock and roll das canções enquanto Mike Shinoda entoava sempre as partes mais faladas, mais rap.

Confira abaixo o bom alcance e a qualidade visceral da voz isolada do agora saudoso Chester Bennington, subtraindo-se todo o instrumental, em três canções: "Numb", "Breaking The Habit" e "In The End".

LEIA TAMBÉM:
Linkin Park: Chester Bennington cometeu suicídio
Linkin Park: Mike Shinoda se pronuncia sobre suicídio de Chester Bennington




O lendário guitarrista mexicano Carlos Santana, que hoje, dia da morte de Chester Bennington, completa seus 70 anos, também valorizou sua voz, tendo-o convidado para cantar a faixa "Riders on The Storm", originariamente do grupo The Doors, em seu álbum de duetos, "Guitar Heaven: The Greatest Guitar Classics Of All Time".

OUÇA AQUI