quarta-feira, 14 de junho de 2017

Morreu Anita Pallemberg, a mulher que mudou a história dos Rolling Stones


A notícia da morte de Anita Pallenberg caiu feito uma bomba sobre o universo stoneano. A informação foi divulgada pela imprensa italiana. Ainda não se tem detalhes, mas Anita tinha 73 anos e deixou dois filhos, Marlon e Angela, ambos com Keith Richards, com quem foi casada até o fim dos anos 1970.

Se alguma mulher algum dia influenciou e foi respeitada pelos Stones, sem dúvida foi Anita Pallenberg. Ao começar namoro com Brian Jones depois de conhecê-lo nos bastidores de um show dos Stones, a guria ítalo-germânica entrou na intimidade da banda, tendo gigantesca interferência no destino do grupo.

A primeira influência visível foi na moda. Com seu envolvimento com Anita, Brian passou a usar roupas mais ousadas e coloridas. Era comum ver o guitarrista vestindo casacos da namorada.

No entanto, o temperamento paranoico de Brian, potencializado pelo crescente uso de drogas, fez com que a relação tomasse rumos perigosos. Brian espancava a namorada, que ameaçava deixá-lo. Depois de viajar com Anita e Keith pelo Marrocos, Brian acabou doente e foi deixado para trás. No retorno, no Bentley Continental de Keith batizado de Blue Lena, o riffman e Anita começaram um estrondoso caso amoroso que iria mudar a história dos Stones.

Brian nunca perdoou o casal e sua amizade com Keith foi muito comprometida. Assim como ocorreu com Jones, Richards foi imensamente influenciado por Anita, o que também ficou claro em sua vestimenta e estilo de vida.

Atriz e modelo, Anita foi convidada para ser uma das amantes do personagem de Mick Jagger no filme Performance(1970). Reza a lenda que ambos fizeram sexo de verdade enquanto gravavam as cenas mais picantes do filme e que elas foram cortadas da versão que chegou aos cinemas. Keith teria ficado morto de ciúmes, mas acabou tocando o barco.

LEIA MAIS NA COLLECTORS ROOM