sexta-feira, 19 de maio de 2017

Família de Chris Cornell refuta tese de suicídio


Diversos sites da imprensa internacional dão conta de que Chris Cornell, encontrado morto na noite da última quarta-feira (17), pode ter cometido suicídio. A causa da morte do vocalista do Soundgarden e ex-Audioslave não foi divulgada oficialmente até o momento.

O site do jornal "The Mirror" aponta que Chris Cornell foi encontrado morto em um banheiro de hotel, após ter, supostamente, "tirado a própria vida". Ele estava em Detroit, onde se apresentou, na noite de quarta-feira (17).

Segundo a emissora local 4 WDIV Detroit, Chris Cornell retornou, após o fim do show, ao hotel onde a banda estava hospedada. No local, também estava integrantes da banda The Pretty Reckless, que haviam se apresentado como atração de abertura.

A esposa de Chris, Vicky, ligou para um amigo da família e pediu para ver se o cantor estava tudo bem. Entretanto, o homem precisou forçar a abertura da porta para entrar no quarto. Ele encontrou o vocalista do Soundgarden, já sem vida, no banheiro. Devido às circunstâncias, trabalha-se com a hipótese de suicídio.

Ao "Mirror", a polícia de Detroit não confirmou, nem negou que a causa da morte seja suicídio. Chris Cornell deixa a esposa, Vicky, e três filhos: Toni, de 12, e Christopher, de 11, além de Lillian Jean, de 16, fruto de seu antigo casamento com Susan Silver.