quinta-feira, 13 de abril de 2017

Pink Floyd: Qual você prefere, "A Momentary Lapse of Reason" ou "The Division Bell"?


Após eu perceber a boa participação dos leitores no post 34 anos do epílogo "maldito" The Final Cut. O que você acha deste álbum do Pink Floyd? resolvi aproveitar o ganho e desenvolver aqui uma série bem-humorada, leve e sem maiores profundidades, colocando para você leitor opinar entre álbuns do Floyd que selecionarei post a post, tendo como base uma certa afinidade sonoro-estética ou temporal entre eles.

Detalhe: a princípio deixarei de fora o quadrado mágico (Dark Side, Wish You Were Here, Animals e The Wall), além do próprio The Final Cut, que inspirou essa brincadeira toda.

No primeiro embate, "Qual álbum você prefere, Piper ou Saucerful?", Deu "Piper" na cabeça.

No segundo embate, "Pink Floyd: Qual você prefere, "More" ou "Obscured by Clouds"?" deu "Obscured by Clouds".

"Meddle".

Agora vamos ao enfrentamento entre dois álbuns pós-saída de Roger Waters:

Quarto embate:

"A Momentary Lapse of Reason" x "The Division Bell"


"A Momentary Lapse of Reason"

Lançado em 1987, marcou a reunião ou "rebelião floydiana", com a volta de David Gilmour, agora tomando as rédeas da coisa, Nick Mason e o tecladista Richard Wright, aqui ainda como músico convidado, pois este fora expulso por Roger Waters oito anos antes, durante a turnê "The Wall".
O disco foi gravado no barco Astoria de David Gilmour, dividindo as composições em sua maioria com o letrista Anthony Moore. Trabalho que re-injetou o componente instrumental nas canções, que segundo Gillmour vinham ficando muito mais letra do que música durante o domínio wateriano.
"A Momentary Lapse of Reason" contou com um time de luxo de músicos convidados, deu origem à enorme turnê de retorno registrada no duplo ao vivo "The Delicate Sound of Thunder", num tempo de severa batalha judicial ganha por Gilmour e Mason contra Roger Waters, que não admitia que os dois primeiros seguissem usando o nome Pink Floyd.

Tracklist:

1. "Signs of Life"
2. "Learning to Fly"
3. "The Dogs of War"
4. "One Slip"
5. "On the Turning Away"
6. ""Yet Another Movie" / "Round and Around"" (Instrumental)
7. "A New Machine (Part 1)"
8. "Terminal Frost"
9. "A New Machine (Part 2)"
10. "Sorrow"




"The Division Bell"

Lançado em 1994, marcou definitivamente a volta de Richard Wright, co-fundador do grupo, como integrante oficial e sua volta no processo de composições para o disco e seu retorno como cantor, o que não ocorria desde "The Dark Side of The Moon.
Com duração bem maior que seu antecessor, e também contando com um enorme cast, entre eles a volta de dois célebres antigos colaboradores, o primeiro, Dick Parry, saxofonista que não trabalhava com o Floyd desde "Wish You Were Here", o segundo, o maestro Michael Kamen, que esteve em "The Wall" e "The Final Cut".
Aqui o agora líder David Gilmour passa a dividir as composições também com sua esposa Polly Samson, que escrevera grande parte das letras do disco.
"The Division Bell" fez enorme sucesso à época, trazendo o Pink Floyd novamente às paradas e dando origem à nababesca e extremamente bem sucedida turnê registrada em P.U.L.S.E.

Tracklist:

1."Cluster One"
2."What Do You Want from Me"
3."Poles Apart"
4."Marooned"
5."A Great Day for Freedom"
6."Wearing the Inside Out"
7."Take It Back"
8."Coming Back to Life"
9."Keep Talking"
10."Lost for Words"
11."High Hopes"




E aí, qual você prefere?