quinta-feira, 9 de março de 2017

Qual a música mais triste do Radiohead? Saiba!



O Radiohead tem nove discos de estúdio, de Pablo Honey (1993) a A Moon Shaped Pool (2016). Respeitados no mainstream e no meio alternativo, uma coisa é certa: seus sons não são as coisas mais alegres da vida. E aí pinta a dúvida: qual a música mais triste dessa discografia? O cientista Charlie Thompson desenvolveu uma fórmula que responde essa questão.

Ele analisou e combinou um dado que já existia e levava em consideração apenas a parte musical com um novo estudo que inclui o uso de palavras nas letras de Thom Yorke e companhia. Desenvolvido pelo Conselho Nacional de Pesquisas do Canadá, o estudo usa a associação de palavras para ter tal medida. O cientista ainda complementou o estudo com a densidade das letras do Radiohead. E a faixa vencedora foi “True Love Waits”, do álbum mais recente do grupo.

Clique no diagrama acima para ver o resultado da pesquisa.

Numa escala de 1 a 100, da mais triste para a mais alegre, “True Love Waits” ficou com 1, seguida de “Give Up The Ghost” (do álbum The King Of Limbs, que ficou com 6,46) e “Motion Picture Soundtrack” (de Kid A, com 9.35). Na média geral, o álbum mais recente, A Moon Shaped Pool, é o mais triste, com 31,93.

Na outra ponta, as mais “alegres” são “15 Step”, com 100, seguida de “Feral” (do álbum The King Of Limbs, que ficou com 91,14) e “Bodysnatchers” (de In Rainbows, com 88,4). O The King Of Limbs é o álbum mais “alegre”, com 53,13.